É certo que o nosso objetivo é aumentar a audiência do seu site, não é mesmo? Sabemos que há várias formas de fazer isso.

Na hora de vender um produto é interessante ver os caminhos que podem ser percorridos. Como exemplo disso ensinamos a você tudo sobre tráfego orgânico no último artigo.

Também te mostramos rapidamente as vantagens de se utilizar o tráfego pago, apesar de se ter um custo maior em relação ao orgânico.

Neste artigo vamos te mostrar tudo o que você precisa saber sobre tráfego para alavancar de uma vez as visitas no seu site e as vendas do seu infoproduto.

Antes de começar você precisa saber o que é o tráfego pago.

O que é tráfego pago?

Facebook Ads

São basicamente anúncios, mostrados tanto nos buscadores como também nas redes sociais. O Facebook detém o maior número de anunciantes pagos da atualidade, seguido do Instagram, do Youtube e do Twitter.

Esses anúncios são conhecidos popularmente como link patrocinado.

Você com certeza já pesquisou algo na internet como um tênis e achou o anúncio do produto que pesquisou no Facebook, né. Isso é o tráfego pago agindo “sorrateiramente”.

É possível comprar anúncio também para os buscadores. Aqui o nome é Google Ads. Ele basicamente destaca os links em uma pesquisa na internet. Mas também temos o Facebook Ads (mencionado acima), Youtube Ads e o Bing Ads.

O objetivo é exibir para atrair, e funciona bem porque o retorno é rápido.

Vertentes de tráfego

Para você ter certeza se vale a pena ou não investir nesse tipo de tráfego, separamos para te mostrar alguns deles para um rápido comparativo.

Como principais tipos de tráfegos, além do pago, nós encontramos o tráfego orgânico – que já fizemos um artigo sobre, o tráfego social, o tráfego direto e o tráfego de referência.

1. Tráfego orgânico

Aqui são aplicadas em sua grande maioria dos casos as estratégias de SEO. Ele é o inverso do tráfego pago. O custo é menor do que o pago, mas é mais trabalhoso e também é necessário ter paciência para aguardar o retorno do trabalho na audiência.

Aqui há grande influência de pequenos elementos no sucesso do aumento das visitas em um site.

Como por exemplo os títulos das postagens e as palavras-chave. São essas duas e diversas outras coisas que vão determinar o ranqueamento no buscador.

2. Tráfego social

redes sociais

Este é nada mais do que a audiência conquistada através das redes sociais. Se você tem um produto, é interessante que tenha perfis profissionais em redes sociais para que este seja anunciado.

Os possíveis consumidores irão ao seu site a partir da rede social e é isso que chamamos de tráfego social.

3. Tráfego direto

Quem vai te dar a informação de quem é seu tráfego direto é o Google Analytics, uma excelente ferramenta.

Esse tráfego é formado por visitantes que foram direto ao seu site sem ter passado por nenhum lugar antes – por algum motivo eles já sabem seu endereço.

É um público que já pode ser seu consumidor e conhece seu endereço, ou chegou ao seu site por indicação de alguém.

4. Tráfego de referência

Atenção, aqui pode acontecer uma confusão. Tal como o tráfego direto, no tráfego de referência há uma indicação, mas de um site para o outro, exatamente como uma referência.

Geralmente encontra-se mais em parcerias de sites com outros para justamente aumentar a audiência de ambos.

Mas a pergunta que não quer calar, por que investir em tráfego pago?

Porque ele tem vantagens. Sabe quais?

Você tem muito mais chances de aparecer nas primeiras posições dos buscadores do que utilizando apenas o tráfego orgânico.

Para isso, você precisará apenas criar um anúncio e definir algumas coisas como palavras-chave, público-alvo etc.

É mais caro? Sim, mas aqui o retorno é rápido, bem rápido. Sua visibilidade aumenta instantaneamente assim que o anúncio é aprovado. Lembrando que você só paga quando alguém se interessa e clica no seu anúncio.

Conclusão

Há inúmeras formas de aumentar a audiência do seu site para vender mais. O que é necessário ser feito é a adequação para o seu objetivo. Qual é o melhor tipo de tráfego? Depende. O ideal é aliar os diferentes tipos de tráfego para alcançar os melhores resultados.

Tem alguma dúvida sobre esse assunto? Já fez alguma campanha paga no Google ou Facebook? Conta sua experiência pra gente nos comentários.